quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Propriedades do ar

        Nas últimas aulas de ciências, o 6º ano 03 identificou as propriedades do ar. Todos sabemos que não há como pegar ou ver o ar, mas sabemos e necessitamos de sua existência para que possamos sobreviver. Sua existência pode ser comprovada através de suas propriedades como ter massa, o fato de ocupar espaço no ambiente, ser compressível, ser elástico, ter a capacidade de expandir-se e de exercer pressão.

            Para comprovar todas essas teorias foram desenvolvidas experiências com materiais simples, como a comparação entre balões cheios e vazios, comprovando a massa do ar, recipientes e copos com algodão dentro, que quando colocados submersos em água comprovam a ocupação do espaço, usando a seringa, onde além da compressão pode-se comprovar que o ar exerce pressão e por fim a expansão das moléculas devido ao calor, comprovada utilizando uma garrafa plástica, água quente e uma bexiga.






 


            Porém a atividade que chamou maior atenção dos alunos foi a brincadeira com o balão de gás Hélio, que quando ingerido alterava a voz das crianças, provando que por mais que sejam incolores e sem cor, existem outros gases na atmosfera além do oxigênio que respiramos.

video


video



Professora Andréa juntamente com alunos do sextos anos, estudaram temas do cotidiano, trabalharam com a revista Mundo Estranho da editora Abril, podendo contribuir para a leitura dos cartazes no entorno da escola, visto que, este é um gênero textual  muito presente no cotidiano dos alunos. Dentro e fora da escola, 
tem uma grande relevância no processo de alfabetização e letramento. 
Os alunos experimentam momentos de reflexão dos textos, vivenciaram um trabalho de alegria e de equipe, descobriram como se constrói e as características que compões o cartaz, ampliando o vocabulário e a socialização do conhecimento.






Bem-vindo Setembro Azul

Resumo sobre esse mês para quem não conhece:

Por que Setembro?

O mês de Setembro é mundialmente comemorativo, pois é repleto de datas significativas que refletem a história de lutas e conquistas da Comunidade Surda.

Algumas datas se destacam nesse mês:

Dia 26 de Setembro: Dia Nacional do Surdo (Lei Nº 11.796 de 29 de Outubro de 2008).
Nesta data, em 1857, foi fundada a primeira escola de surdos no Brasil pelo prof. Francês surdo Eduard Huet, o atual INES – Instituto Nacional de Educação dos Surdos, que fica no Rio de Janeiro.
Dia 30 de Setembro: Dia Internacional do Surdo.
Dia 30 de Setembro: Dia do Profissional Tradutor.

Por que Azul?

A cor Azul representa para a Comunidade Surda dois momentos históricos. 
O primeiro é o período da Segunda Guerra Mundial em que os Nazistas identificavam as Pessoas com Deficiência através de uma faixa de cor azul fixada no braço. 
O segundo momento é o atual. 
O azul simboliza a opressão enfrentada pelos surdos ao longo da história, mas mais que isso, mostra o orgulho de ser surdo, de englobar uma história, uma língua e um povo.

Por que Fita Azul?

Em 1999, no XIII Congresso Mundial da Federação Mundial de Surdos, na Austrália, aconteceu a Cerimônia da Fita Azul (Blue Ribbon Ceremony), em lembrança dos surdos que foram vítimas da opressão. Neste evento, o Dr. Paddy Ladd (surdo), usou pela primeira vez a fita de cor azul como símbolo do movimento.
Vamos relembrar algumas das conquistas da Comunidade Surda:
Lei Nº 10.436 de 24 de abril de 2002 – LIBRAS é reconhecida como meio legal de comunicação e expressão.
Decreto Nº 5.626 de 22 de dezembro de 2005 regulamenta a inclusão da LIBRAS como disciplina curricular, a formação do professor e instrutor de LIBRAS, o uso da LIBRAS para o acesso a educação, a formação do Tradutor Intérprete de LIBRAS, direito à educação e saúde as pessoas surdas ou com deficiência auditiva.
Lei N° 12.319 de 1º de setembro de 2005 regulamenta a profissão de Tradutor e Intérprete da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS.
  
Aplicativos em Libras que podem ajudar você a se comunicar com o surdo!

Hand Talk

ProDeaf

Uni Libras

Ribená


Surdo mudo: APAGUE ESSA IDEIA!!!


ADESIVO


É necessário que o motorista SURDO utilize um adesivo no veículo com o símbolo internacional de surdez, uma exigência pouco conhecida e praticada.
A medida evita que condutores surdos sejam prejudicados no trânsito por não ouvirem as sirenes, os apitos dos agentes de trânsito e até as buzinas. O símbolo da surdez deverá ser integrado aos manuais de trânsito, cursos de formação e reciclagem de condutores para que todos os motoristas saibam identificar uma pessoa surda ao volante.
O material adesivo deve ser fixado nos vidros traseiro e dianteiro do veículo para facilitar a identificação por outros motoristas, agentes e demais autoridades de trânsito.

VAMOS APRENDER UM POUQUINHO???